WhatsApp tira o posto do Facebook e é o aplicativo mais popular no Brasil


WhatsApp tira o posto do Facebook e é o aplicativo mais popular

O discípulo pode superar o seu mestre? Se pensarmos na relação Facebook e o WhatsApp, a resposta é sim. A empresa de Mark Zuckerberg, dona do serviço de mensagens, não é mais responsável pelo aplicativo mais popular entre os celulares Android e iOS. O WhatsApp roubou esse posto.


O relatório "State of Mobile", feito pela empresa de análise de mercado App Annie, observou que o aplicativo do WhatsApp passou a ser mais usado do que o Facebook por usuários em diversos países do mundo a partir de setembro do ano passado.


Segundo o relatório, o WhatsApp teve um aumento de 30% de usuários ativos mensais nos últimos 24 meses. O Facebook registrou alta de 20% no mesmo período.


A mudança foi observada em grandes mercados como Alemanha, Brasil, Espanha, Hong Kong, Índia, México, Reino Unido e Rússia.


"WhatsApp alcançou a popularidade com o público geral por romper o padrão do modelo de serviços das empresas de telecomunicação com uma alternativa gratuita. Essa oferta resultou em um sucesso contínuo em mercados emergentes, onde o custo de um dispositivo móvel ainda é alto em relação ao salário médio", analisou a App Annie.


A Índia foi o país em que o crescimento do WhatsApp foi o mais observado, contabilizando o maior número de usuários ativos. O Brasil apareceu em segundo lugar, informou a App Annie o site "The Next Web".


Os aplicativos mais usados no Brasil foram:

  1. WhatsApp

  2. Facebook

  3. Instagram

  4. Facebook Messenger

  5. Pinterest

Curiosamente, os usuários dos Estados Unidos não parecem gostar tanto do WhatsApp. O aplicativo sequer aparece entre os 10 programas mais usados no país. A primeira colocação fica com o Snapchat, seguido do Facebook e Instagram.


Um dos motivos pela alta do WhatsApp é o fato de ele ser gratuito e simples para a troca de mensagens entre os usuários, explicou a App Annie em seu relatório.


"Isso ilustra a demanda histórica por chamadas e mensagens gratuitas, uma interface simples para o usuário, facilidade de adicionar contatos e o interesse em mensagens criptografadas", explica a empresa.


Facebook tem e não tem motivos para ficar triste O Facebook comprou o WhatsApp em 2014 pela bagatela de US$ 19 bilhões. Na época, o serviço tinha 450 milhões de usuários ativos. Hoje esse volume já passa de bilhões. Por esse lado, a empresa pode ficar orgulhosa da conquista do discípulo.


Além disso, quando considerado o balanço total de 2018, o Facebook segue como o líder de popularidade com base no levantamento.


No entanto, a empresa precisa ficar de olho nessa alta do WhatsApp. É bom lembrar sempre que o seu principal desafio é obter lucro com o serviço de mensagens. Ele é gratuito e não possui um modelo de negócios concreto voltado para monetização. 


Então, o fato de o WhatsApp estar crescendo talvez possa virar uma dor de cabeça para a empresa. 


Por: Bruna Souza Cruz e Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

17/01/2019 12h57

Em: https://noticias.uol.com.br/tecnologia/noticias/redacao/2019/01/17/whatapp-tira-o-posto-do-facebook-e-e-o-aplicativo-mais-popular.htm

Método mpant®
LogoNovoTransparente.png
Blog9.png

© 2017 por mpant®