Diabetes e Carnaval: 8 dicas para não deixar amarga sua doce folia


O diabético tem todo direito à farra!

Os diabéticos também tem direito à diversão nos blocos de Carnaval. Eles só precisam tomar alguns cuidados, que são listados aqui:


O Carnaval é uma festa popular esperada por todos o ano inteiro. Muitos dizem até que o ano começa só após esse feriado. Justamente para tudo não “começar” errado em 2019, temos aqui 8 dicas de ouro voltadas para a pessoa com diabetes.

Com elas, o Carnaval não corre o risco de amargar:


1- Ter sempre o cartão de identificação informando que possui diabetes


Durante a folia, um estado de glicemia alto ou baixo demais pode ser confundido com embriaguez. Por isso, um cartão de identificação salva vidas!


2- Não se esquecer de guardar uma fonte de açúcar no bolso


A melhor opção é o sachê de açúcar líquido. Ele deve ser usado em caso de hipoglicemia e possui embalagem plástica (não rasga e pode ser molhada).

3- Medir a glicose com mais frequência durante a folia


Nas festas, é fundamental checar a glicose com mais regularidade. Se a rotina muda, as glicemias também podem mudar. Essas avaliações frequentes guiarão as condutas do paciente.

4- Ter sempre os medicamentos em mãos ou uma caneta/seringa de insulina


O diabetes não tira folga. Mesmo durante as brincadeiras de Carnaval, pode ser necessária a correção da glicose.


5- Alimentar-se em casa antes de sair para as festas


Isso faz com que o paciente não caia na armadilha de, durante a farra, ingerir alimentos altamente calóricos (que alteram mais a glicemia), com mau estado de conservação etc.


6- Ingerir líquidos com frequência


A água é a melhor opção. Evite bebidas muito calóricas, como sucos. Elas podem elevar demasiadamente as glicemias em um momento um pouco mais complicado de controlá-las.


7- Tomar cuidado com as bebidas alcoólicas


Elas podem promover tanto níveis bem baixos de glicose no sangue como também muito elevados. O ideal é não ingerir álcool.


Mas, se fizer isso, que seja com moderação – e intercalando os goles com muita água e medição frequente de glicose.


8- Usar calçados confortáveis


As multidões normalmente tomam conta da folia. Horas e horas a fio dançando, brincando… As bolhas nos pés podem surgir!


Mais: onde há multidões, há tropeções, pisadas nos pés, machucados. Por isso, é importante colocar calçados fechados e meias de algodão para evitar machucados, feridas e bolhas.


Lembre-se: pessoas com diabetes devem ter cuidados redobrados com os pés.


Por: Dr. Carlos Eduardo Barra Couri

Em: https://saude.abril.com.br/blog/futuro-do-diabete/diabetes-e-carnaval-8-dicas-para-nao-deixar-amarga-sua-doce-folia/

Método mpant®
LogoNovoTransparente.png
Blog9.png

© 2017 por mpant®