Alzheimer: Câmara aprova prioridade de profissionais e cuidadores em testes de covid-19


Texto inclui cerca de 60 profissões Proposta vai à sanção presidencial. Imagem Shutterstock

A Câmara aprovou nesta 3ª feira (9 de junho de 2020) projeto que dá preferência a profissionais de saúde e outras profissões expostas ao coronavírus em testes para covid-19.

Também estipula acesso a equipamentos de proteção contra o vírus distribuídos pelo Poder Público ou empregadores em cerca de 60 categorias. A proposta é originária da Câmara. Depois, foi para o Senado. Na tarde desta 3ª feira os deputados avalizaram alterações feitas pelos senadores. A votação foi simbólica. Ou seja, sem contagem de votos. O acerto é possível quando há acordo entre os líderes de bancada. Agora, a proposta vai à sanção presidencial. Trata-se do PL (projeto de lei) 1.409 de 2020.

O Senado ampliou o texto da Câmara. Foram incluídas 21 novas profissões no projeto. A prioridade para os testes de coronavírus foi ideia da Casa Alta.

Eis a lista completa de profissões citadas no projeto:

  • médicos;

  • enfermeiros;

  • fisioterapeutas;

  • terapeutas ocupacionais;

  • fonoaudiólogos;

  • profissionais envolvidos nos processos de habilitação e reabilitação;

  • psicólogos;

  • assistentes sociais;

  • policiais federais, civis, militares, penais, rodoviários, ferroviários;

  • membros das Forças Armadas;

  • agentes socioeducativos;

  • agentes de segurança de trânsito;

  • agentes de segurança privada;

  • brigadistas;

  • bombeiros civis e militares;

  • vigilantes que trabalham em unidades públicas e privadas de saúde;

  • assistentes administrativos que atuam no cadastro de pacientes em unidades de saúde;

  • agentes de fiscalização;

  • agentes comunitários de saúde;

  • agentes de combate às endemias;

  • técnicos e auxiliares de enfermagem;

  • técnicos, tecnólogos e auxiliares em radiologia e operadores de aparelhos de tomografia computadorizada e de ressonância nuclear magnética;

  • maqueiros, maqueiros de ambulância e padioleiros;

  • cuidadores e atendentes de pessoas com deficiência, de pessoas idosas ou de pessoas com doenças raras;

  • biólogos;

  • biomédicos;

  • técnicos em análises clínicas;

  • veterinários;

  • coveiros;

  • atendentes funerários;

  • motoristas funerários;

  • auxiliares funerários e demais trabalhadores de serviços funerários e de autópsias;

  • profissionais de limpeza;

  • profissionais que trabalham na cadeia de produção de alimentos e bebidas, incluindo os insumos;

  • farmacêuticos;

  • bioquímicos;

  • técnicos em farmácia;

  • cirurgiões-dentistas,

  • técnicos em saúde bucal e auxiliares em saúde bucal;

  • aeronautas;

  • aeroviários;

  • controladores de voos;

  • motoristas de ambulância;

  • guardas municipais;

  • profissionais dos Centros de Referência de Assistência Social e dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social;

  • servidores públicos que trabalham na área da saúde, inclusive em funções administrativas;

  • outros profissionais que trabalhem ou sejam convocados a trabalhar nas unidades de saúde durante o período de isolamento social ou que tenham contato com pessoas ou com materiais que ofereçam risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Por: Poder 360

Em: https://www.poder360.com.br/congresso/camara-aprova-preferencia-para-profissionais-de-saude-em-testes-de-covid-19/


Método mpant®
LogoNovoTransparente.png
Blog9.png

© 2017 por mpant®